Tipos de cultura organizacional: saiba quais são as principais
Cultura Organizacional

Tipos de cultura organizacional: saiba quais são as principais

Escrito por RockContent

Cultura organizacional é um tema recorrente no ambiente empresarial e em artigos voltados para o público corporativo. O que poucos sabem é que há diversos tipos de cultura organizacional e que esses modelos têm total influência no modo com que a empresa se posiciona diante da concorrência.

Além disso, saber qual é a cultura organizacional da sua empresa permite o planejamento estratégico de metas e até mesmo possibilita mudanças internas importantes para que você consiga promover o aumento dos lucros e crescimento da marca, mesmo em períodos de crise.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura deste post!

O que é cultura organizacional?

A cultura organizacional é o conjunto de hábitos, valores e crenças compartilhados e praticados em uma empresa. Esses valores distinguem uma empresa das demais e são o pilar para o desenvolvimento, refletindo na opinião dos colaboradores sobre a companhia e até mesmo nos seus índices de produtividade.

Essa cultura é expressa no tratamento e valorização que a empresa dá aos seus funcionários e clientes, ao mesmo tempo em que representa as crenças dos seus fundadores e diretorias.

Mais do que é expresso nos murais ou no site da corporação, a verdadeira cultura organizacional só pode ser percebida quando praticada. Em outras palavras, se uma empresa tem a inovação como um dos seus pilares, mas os funcionários não têm espaço para propor suas ideias, essa não é a sua verdadeira cultura organizacional.

Qual a importância da cultura organizacional para o negócio?

A cultura organizacional tem um forte impacto em todos os colaboradores, direcionando os comportamentos e condicionando o funcionamento dos processos internos.

É por meio dela que os colaboradores sentem que são valorizados e se engajam. Em contrapartida, uma cultura organizacional nociva traz o resultado inverso, gerando desmotivação e aumentando os índices de turnover.

O comportamento e o posicionamento da liderança também são influenciados pela cultura organizacional. Dificilmente um gestor autoritário vai ter espaço em uma empresa que preza pela qualidade do ambiente laboral e incentiva os funcionários a serem mais participativos, por exemplo.

A definição da cultura organizacional é fundamental para as relações corporativas, a imagem que a empresa vai passar para os funcionários e para o mercado, mas podemos ir além e afirmar que uma cultura organizacional positiva pode ser determinante para a sobrevivência de uma corporação no mercado. Afinal, locais que sabem valorizar seus colaboradores e abrem espaço para novas ideias estão mais propensos a se destacarem.

Quais são os principais tipos de cultura organizacional?

Podemos elencar 4 principais tipos de cultura organizacional, mas vale lembrar que cada empresa tem a sua cultura específica e individual.

Cultura do poder

Nesse tipo de cultura, o poder fica centralizado em uma só pessoa que, geralmente, é a pessoa com poder de decisão na empresa, como o dono ou o diretor executivo. Essa centralização acaba engessando as relações corporativas, fazendo com que os demais funcionários não consigam agir por conta própria e dependam da aprovação dessa figura centralizadora.

Ao mesmo tempo em que a cultura de poder dá mais controle sobre o andamento da empresa, acaba diminuindo o espaço para inovação, fazendo com que a organização não consiga se desenvolver em plenitude.

Cultura de papéis

A principal característica dessa cultura é ter os papéis muito bem-definidos, nos quais cada funcionário sabe exatamente a sua função e o que deve fazer dentro da empresa. É um modelo muito comum em organizações com forte hierarquia, em que não há mobilidade de cargos.

Cultura de tarefas

Esse tipo de cultura é mais alinhado às necessidades corporativas atuais, com uma realidade mais dinâmica. Ela foca nas atividades que o profissional deve executar, deixando de lado a hierarquia e o organograma.

A cultura de tarefas traz diversas vantagens para a empresa, aumentando o espaço para inovação, formação de equipes realmente produtivas e aproveitamento de competências dos profissionais que, em alguns casos, nem são conhecidas pelos gestores.

Em compensação, é importante ter o máximo de organização na realização dos projetos para que alguns pontos cruciais não sejam negligenciados.

Cultura de pessoas

Comum em empresas que valorizam a coletividade e o capital humano, a cultura de pessoas coloca os funcionários em primeiro lugar. Nessas organizações, o principal intuito é a criação de um ambiente de bem-estar, o desenvolvimento do espírito de equipe e o foco nas pessoas.

Corporações que trabalham com esse tipo de cultura costumam ter um excelente índice de retenção de profissionais, alta produtividade e um employer branding de destaque no mercado.

Ao trabalhar com uma cultura organizacional de pessoas, a empresa consegue valorizar o seu principal ativo, incentivando o engajamento e obtendo excelentes resultados.

Como identificar e definir o modelo de cultura organizacional ideal para a sua empresa?

Você pode partir dos modelos que citamos acima para entender a cultura organizacional atual, lembrando que em alguns casos ela pode ser uma mistura de vários conceitos. A Ambev, por exemplo, tem uma cultura mais agressiva e voltada para metas e resultados. Já a Natura é conhecida pela sua preocupação com o bem-estar dos funcionários, com diversas ações voltadas para a valorização de pessoas.

Depois de fazer um diagnóstico rápido, vale a pena pensar onde você quer que a sua empresa chegue. Pense nos objetivos e procure fazer um planejamento estratégico. Com esses dados em mãos, é possível avaliar o que pode ser mudado dentro da empresa e buscar alinhamentos com novos conceitos e culturas capazes de aproximar a organização desses objetivos.

Vale a pena pensar em iniciativas de desenvolvimento de carreira, benefícios interessantes, melhoria de processos internos, evolução do relacionamento com o consumidor, entre outros.

Você também pode fazer pesquisas internas para entender como seus funcionários enxergam a empresa e quais são as suas expectativas em relação à área profissional. Essas informações costumam trazer insights e uma mudança estrutural na cultura organizacional que vai garantir não só a sobrevivência da empresa, como uma postura mais agressiva em relação aos concorrentes na disputa pelo mercado.

Agora que você já conhece os diversos tipos de cultura organizacional e como eles são importantes para a empresa, que tal colocar essa análise em prática e promover melhorias? Esse pode ser o primeiro passo para uma nova fase da sua marca.

Aproveite para conferir o artigo sobre como a cultura organizacional impacta de maneira profunda a estratégia da empresa.

Sobre o autor

RockContent

Deixar comentário.

Share This