Saiba como a área de RH pode fazer Benchmarking com o mercado!
Recursos Humanos

Saiba como a área de RH pode fazer Benchmarking com o mercado!

Top Employers
Escrito por Top Employers

A área de RH, por lidar diretamente com pessoas, precisa estar em constante evolução. É importante conhecer as práticas atuais de gestão e saber como avaliar os funcionários, entendendo o que pode motivá-los e os anseios dos profissionais.

É possível encontrar uma série de materiais, cursos e palestras de pessoas especializadas que dão uma luz em relação a esse problema. Mas uma prática conhecida como benchmarking pode ajudar a entender o que o mercado está usando. Esse conhecimento é capaz de impactar a sua empresa de maneira muito positiva e trazer excelentes resultados.

Neste post, vamos explicar melhor o que é benchmarking e dar algumas dicas para aplicá-lo na sua empresa. Acompanhe!

O que é benchmarking?

Podemos relacionar o termo benchmarking com ponto de referência. Em sua definição, consiste em buscar as melhores práticas usadas no mercado para encontrar oportunidades de melhoria e de crescimento do negócio.

Dentro desse processo a empresa pode comparar produtos, serviços, metodologias e práticas que são usadas pela concorrência para entender o que funciona e alcançar melhores índices de produtividade ou gestão. Trata-se de entender como as outras empresas trabalham para identificar o que pode ser melhorado dentro da própria organização.

Qual a importância do benchmarking?

Muitas vezes procuramos soluções que parecem tão complexas e que estão fora do nosso alcance. Com o benchmarking é possível entender o que está sendo feito no mercado e aplicar essas ideias internamente, customizando e adaptando recursos.

O benchmarking também fornece alguns insights que ajudam a melhorar a gestão de pessoas e a condução de processos dentro das empresas.

A prática não precisa se limitar a grandes organizações. Ou seja, qualquer empreendimento pode dar boas ideias do que deve ser feito, até mesmo pequenas organizações e startups. O importante é aplicar os conceitos de acordo com as suas necessidades e resolver os problemas que mais afetam a corporação.

Aplicar o benchmarking é ter a chance de entender o ponto alto das empresas e aproveitar as oportunidades de melhoria, aumentando o repertório de ideias dentro do seu negócio.

Como aplicar o benchmarking na área de RH?

Por se tratar de uma prática muito ampla, o benchmarking tem diversos conceitos ou setores. Podemos classificá-lo como:

  • benchmarking competitivo: é o formato clássico, que busca as ideias no concorrente;

  • benchmarking funcional: observa o trabalho realizado em outras empresas que não são concorrentes diretas ou que não necessariamente atuam no mesmo segmento;

  • benchmarking interno: observação dentro da própria empresa, a fim de identificar processos internos que podem ser melhorados;

  • benchmarking cooperativo: baseado no compartilhamento de informações.

Levando essas práticas em consideração, é possível afirmar que o benchmarking pode ser aplicado de maneira mista dentro da sua empresa, dependendo dos problemas atuais e da solução procurada.

Você pode observar como é feita a avaliação de desempenho de outros lugares e testar o mesmo método na sua empresa, seja por meio de contato com o gestor de RH dessa organização ou procurando cases de sucesso para aplicar as mesmas ideias no seu negócio, por exemplo.

Como implementar o benchmarking?

O benchmarking não é um bicho de sete cabeças. Confira alguns passos que você pode seguir para fazer essa implementação.

Definir um objetivo

Para conseguir fazer um bom benchmarking é preciso, a princípio, definir o seu propósito. Antes de começar a pesquisa de campo, faça uma análise honesta da sua empresa, entenda o que você quer melhorar e quais processos podem ser aprimorados.

Definindo os problemas e onde deseja chegar, é possível direcionar o processo e conseguir melhores resultados.

Buscar referências no mercado

Depois que você definiu a situação atual, procure por empresas que são referência naquilo que gostaria de desenvolver. A organização é conhecida pelo excelente recrutamento ou pelo baixíssimo turnover? Busque exemplos de organizações que são um sucesso na questão que você considera o maior problema.

Procure publicações especializadas ou reportagens abordando o tema que a sua corporação quer resolver e leia sobre cases especiais. Esses materiais darão excelentes exemplos de quem você deve procurar.

Participar de eventos

Sempre que possível, procure participar de eventos relacionados à área. São excelentes oportunidades para conhecer profissionais que possam contribuir na busca por boas referências e implementação de processos.

Também é nesses eventos que você tem a possibilidade de conhecer alguns cases de perto, além de entender quais práticas deram resultado e podem ser adaptadas para a sua organização.

Aplicar as ideias

Depois que você identificou os problemas e objetivos da sua empresa e analisou cases de sucesso, é hora de colocar todo esse esforço em prática. Faça um planejamento e aplique tudo o que pode funcionar no seu negócio.

Afinal, apenas a pesquisa, por si só, é uma perda de tempo e de recursos. É preciso fazer testes e aplicações para começar a promover mudanças.

Mensurar os resultados

Antes das práticas, colete os resultados de todas as áreas que você pretende mudar. Repita o processo durante e após a aplicação. Só assim você terá uma ideia exata do progresso e do que realmente funcionou. Crie indicadores de resultados de acordo com o que você definiu na primeira etapa do processo e que julga ser importante.

Ser constante

Para funcionar, o processo de benchmarking deve ser contínuo. Deixar de observar o que acontece no mercado pode fechar a sua empresa em uma posição confortável, mas fará com que ela perca a competitividade em pouco tempo. Se observarmos a rapidez das mudanças e da transferência de informações nos dias atuais, essa necessidade torna-se ainda maior.

Continue aplicando o benchmarking, mesmo em escala menor. Fique de olho na concorrência e acompanhe as novidades do setor, mesmo que nem todas possam ser aplicadas ou sejam coerentes com o seu negócio ― é importante se manter a par de tudo o que acontece.

Agora que você já sabe o que é benchmarking e como ele pode ser aplicado na área de RH da sua empresa, procure um parceiro para fazer a pesquisa e a implementação. Assim poderá maximizar os resultados e poupar seus funcionários, além de trazer insights que somente são possíveis com a participação de um especialista.

Que tal começar agora? Entre no nosso site, conheça os nossos serviços e saiba como podemos ajudá-lo!

Sobre o autor

Top Employers

Top Employers

Deixar comentário.

Share This