Como a employee experience pode mudar sua empresa?
Cultura Organizacional

Como a employee experience pode mudar sua empresa?

Top Employers
Escrito por Top Employers

Uma empresa precisa ter foco na experiência de seus consumidores para garantir que seu produto ou serviço seja bem recebido no mercado. Caso contrário, mesmo oferecendo qualidade, existe sempre o risco de que seus resultados fiquem aquém do desejado — isso parece lógico, não é?

Pouco se fala a respeito da experiência do funcionário, ou seja, do bem-estar dos colaboradores de uma organização, que são justamente aqueles que levam ao consumidor a experiência satisfatória. É nesse sentido que surge o que chamamos de Employee Experience, que são as ações que podem ser tomadas para dar ao trabalhador o conforto necessário para que ele se sinta valorizado.

Dando um propósito para o funcionário da sua empresa você consegue atrair profissionais e gerar um importante diferencial para o negócio. Quer saber mais sobre a Employee Experience? Então, continue com a leitura e confira nosso post até o fim.

O que é a Employee Experience?

Em resumo, a Employee Experience é uma maneira de fazer com que os colaboradores sejam vistos como clientes, de tal maneira em que a sua experiência seja aperfeiçoada no ambiente de trabalho.

Pense naquilo que pode fazer com que a sua empresa seja vista pelo mercado como uma referência em termos de retenção de talentos. Agora, vá além de uma boa remuneração e soluções como salas de jogos e sessões de relaxamento, por exemplo.

Estamos falando de algo que oferece ao colaborador um propósito maior, algo que dê a ele motivos para trabalhar com maior confiança em função da autonomia profissional e possibilidades de aprendizagem. De maneira geral, a Employee Experience busca dar protagonismo ao funcionário.

Nesse sentido, o conceito refere-se às empresas que conseguem fazer com que seus profissionais deem o máximo de si a partir de uma orientação adequada, em que há confiança e colaboração entre os envolvidos na busca pela prosperidade, seja pessoal, seja profissional.

Qual a importância de valorizar a Employee Experience na empresa?

O primeiro ponto a ser destacado é em relação a talentos. Em um mercado onde é cada vez mais difícil atrair e reter profissionais altamente qualificados, criar estratégias para manter uma pessoa motivada dentro da empresa é algo que deve ser pensado. Nesse sentido, a Employee Experience precisa ser entendida como vantagem competitiva para a companhia.

Não é fácil para uma empresa perder um colaborador altamente capaz para uma concorrente simplesmente por conta de uma oferta melhor. Sendo assim, é preciso investir para garantir que poucas propostas sejam mais vantajosas do que a sua, não somente por conta do salário, mas pelo fato de seu ambiente de trabalho ser o ideal para aquela pessoa.

É preciso considerar também o impacto de sites como o LinkedIn e o Love Mondays, nos quais é possível que o profissional avalie o ambiente de trabalho das empresas interessadas. Olhando para o futuro, esse tipo de serviço permitirá aos candidatos que as vantagens e desvantagens de fazer parte das companhias sejam mais bem analisadas.

Nesse sentido, melhorar o clima interno, valorizando funcionários e evitando o elevado turnover é a melhor forma de construir uma imagem positiva para a companhia, o que fará com que ela seja divulgada em sites como os citados.

Outro ponto importante é a necessidade que os empregadores têm de valorizar o desenvolvimento de sua equipe por meio da motivação. Com a Employee Experience é possível trazer impactos positivos para o negócio, gerando ganho de produtividade, inovando e trazendo os melhores resultados.

Quais são os impactos na equipe?

Sabemos que quanto menor é o índice de satisfação do trabalhador com o seu trabalho, piores são os resultados das empresas. Isso vai contra a lógica de que é preciso pressionar o funcionário para que ele dê resultados, sendo assim, para pensar em produtividade é preciso considerar questões como: o colaborador se sente bem na firma? E com as tarefas que desempenha? Há relacionamento saudável entre a equipe?

Atuar nesse sentido, de modo a dar aos funcionários formas positivas para enxergar o seu trabalho, é algo que pode elevar os níveis de produtividade da empresa e gerar melhores resultados, partindo de um engajamento do colaborador.

O que é necessário saber?

Antes de partir para a implementação, é necessário conhecer o seu colaborador, e mais do que isso: compreender como se dá a relação dele com o seu trabalho. Parece simples? Pois saiba que não é bem assim.

Ainda que os membros de sua equipe convivam no mesmo ambiente, cada um deles tem suas próprias percepções sobre as atividades de rotina, processos, a cultura empresarial e a maneira como as decisões são tomadas pelos gestores. É preciso ter atenção a essa diversidade, pois é na compreensão dela que você poderá criar um ambiente propício para o desenvolvimento da companhia.

Nesse caso, a implementação da Employee Experience depende do devido entendimento dessas percepções e consequente determinação a respeito de como a perspectiva de cada colaborador influencia no desempenho da equipe.

Como implementar a Employee Experience?

Faça uma pesquisa de clima organizacional, e com os resultados você pode investir em formas de melhorar o ambiente da empresa, tendo em vista a visão dos colaboradores. Além disso, promova o devido alinhamento entre Employee Experience e Customer Experience. O ideal é que aquilo que você procura oferecer como diferencial para seus clientes apareça primeiro entre a sua equipe.

Um bom exemplo é uma organização que pretende fortalecer a presença da marca via automação e modifica o ambiente interno de trabalho promovendo o uso da tecnologia de ponta entre os colaboradores. A ideia é que os benefícios que a empresa tenta apresentar no mercado sejam percebidos primeiramente entre os funcionários, fortalecendo a cultura e a identidade do negócio.

É importante investir na construção de um ambiente de valorização do indivíduo. Não pense somente em oferecer um bom salário, mas, sim, na possibilidade de crescimento profissional e, especialmente, pessoal, valorizando questões como o reconhecimento e a autonomia, por exemplo.

Para tanto, cabe aos gestores reverem práticas como a delegação de tarefas, a administração de conflitos, os trabalhos com feedbacks, entre outros. Uma vez que você identificou o perfil de sua equipe e compreendeu o que pode ser feito para valorizá-la, as ideias em relação a soluções aparecerão naturalmente.

Enfim, um ambiente em que é possível despertar o desejo de os trabalhadores se desenvolverem naquilo que fazem cria também uma relação onde existe colaboração. Uma vez que os objetivos são alinhados, é a empresa como um todo que pode se beneficiar em consequência de uma experiência realmente positiva entre os funcionários.

Entendeu o que é a Employee Experience? Entenda também, então, a importância do plano de sucessão empresarial para um negócio.

Assine nossa Newsletter!

Gostou deste conteúdo? Aproveite os ícones abaixo e compartilhe na suas redes sociais

Sobre o autor

Top Employers

Top Employers

Deixar comentário.

Share This