4 ações e práticas para reter talentos
Gestão de Pessoas

4 ações e práticas para reter talentos

Top Employers
Escrito por Top Employers

A retenção de talentos é fundamental para qualquer empresa que deseja marcar sua presença no mercado. Sem isso, mais cedo ou mais tarde, qualquer oferta será o suficiente para seduzir seus melhores colaboradores e levá-los para a concorrência, o que tende a afetar o desempenho do negócio.

Agora, pense da seguinte maneira: você gasta tempo e dinheiro com a contratação de um funcionário, aposta na sua adaptação e desenvolvimento e quando ele começa a se destacar vem outra empresa que, com uma oferta melhor, leva esse colaborador embora. Parece problemático, não? Como fazer para impedir essa situação? Confira ações e práticas que podem te ajudar.

1. Invista no bem-estar do colaborador

Qualidade de vida no trabalho é algo que tem diferenciado empresas de sucesso de outras que não chamam atenção no mercado. Isso depende de uma série de fatores, entre eles a construção de um ambiente colaborativo, com espaço aberto para trocas de ideias. Nesse caso, cuidado com lideranças negativas, que concentram as decisões e exercem má influência em relação à equipe.

Uma dica é investir em treinamento corporativo, buscando criar meios para que a equipe domine os processos e atinja a alta performance, sem abrir espaço para lideranças destrutivas.

2. Aperfeiçoe a gestão de salários e benefícios

Entenda que não são somente os benefícios obrigatórios que fazem a diferença na vida de um trabalhador. Hoje, as empresas têm encontrado diferentes ofertas de benefícios interessantes, que são importantes aliados na retenção de talentos. Entre eles podemos citar convênios médicos e odontológicos, descontos em academias e bolsas de estudo.

Além disso, é importante criar também uma política de remuneração alinhada com o mercado, procurando tornar claros os critérios para promoções e aumentos salariais. Pense que se você não investir nisso, a concorrência terá um forte argumento para conquistar seus melhores funcionários.

3. Atenção ao desenvolvimento do funcionário

Um dos motivos que levam as empresas a perderem talentos tem origem no abandono deles. Quando não há qualquer projeto de desenvolvimento como o plano de carreira, por exemplo, é evidente que, diante de uma oferta, o profissional terá motivos para procurar melhores possibilidades para o seu futuro.

Sendo assim, pense em soluções como o próprio plano de carreira, adotando critérios para o desenvolvimento do profissional dentro da organização e tornando-os claros. Além de programas de coaching, que permitem uma ação direta na equipe.

4. Reconheça o valor do profissional

Será que o funcionário realmente sabe o valor que tem para a empresa? Em pesquisa realizada pela Nube, a falta de reconhecimento profissional foi apontada como fator de maior desmotivação entre 56,61% dos jovens. Isso significa que boa parte das empresas não têm conseguido aproveitar o potencial da nova geração.

Nesse sentido, valorize ações como o feedback constante, para dar ao colaborador a medida exata de sua importância para a empresa. Trabalhe também com pesquisa de clima organizacional para identificar insatisfações antes que aconteçam os desligamentos e, finalmente, invista financeiramente na competência, valorizando o progresso do funcionário.

Enfim, ter ao seu lado um profissional competente, capaz de trazer resultados para a companhia e ainda manter o ambiente em estado harmônico é importante, mas isso pode ser perdido se não existirem estratégias para reter talentos. Considere as dicas e comece a valorizar sua equipe.

Agora que você já sabe como fazer a retenção de talentos, não deixe de compartilhar o artigo nas redes sociais.

Assine nossa Newsletter!

Gostou deste conteúdo? Aproveite os ícones abaixo e compartilhe na suas redes sociais

Sobre o autor

Top Employers

Top Employers

Deixar comentário.

Share This